[object Object]
23.02.2021POR Miguel Ferreira

Nuno Peixinho: ” Há sempre uma competição para ver quem chega primeiro”

No programa desta terça-feira (23) do Observatório, o espaço de comentário foi dedicado às descobertas científicas que se esperam alcançar com a chegada do novo rover enviado pela NASA, Perserverance. Connosco esteve professor e investigador da UC e astrónomo no Observatório Geofísico e Astronómico, Nuno Peixinho, e ainda o presidente da Secção de Astronomia da Associação Académica de Coimbra (SA/AAC), André Neves.

Numa conversa  dedicada à descoberta espacial, André Neves afirma que “enquanto geração mais nova, recebemos estas novidades com muito entusiasmo”. Para o estudante universitário, notícias como esta alimentam o sonho de um dia assistirmos à chegada do Homem ao planeta vermelho ou até mesmo participar numa eventual missão rumo ao espaço.

Já o professor Nuno Peixinho “trocou por miúdos” a forma como os cientistas da Terra conseguem obter respostas a várias questões. Uma delas, a certeza da existência de água em Marte, ainda que no seu subsolo.

Foi discutida também a possibilidade de Marte ser encarado como um planeta b, uma vez que se espera que o Sol possa destruir o planeta Terra num período de 5 mil milhões de anos.

No término do comentário, Nuno Peixinho abordou o tema da competição espacial. Na sua opinião, existe uma constante competição entre os países  “para ver quem chega primeiro”, numa altura em que a aposta na exploração espacial está claramente em crescimento.

André Neves deixou ainda um convite aos mais curiosos para ouvirem o “Podsac” desenvolvido pela secção de Astronomia disponível na plataforma Spotify.

Pode ouvir o comentário na integra no podcast de hoje.

PARTILHAR: