[object Object]

Visitas guiadas contam história de 25 de abril em Coimbra

Documentos, imagens e sons vão ajudar visitantes a conhecer melhor história do período revolucionário na cidade de Coimbra.

No âmbito das celebrações do 48º aniversário do 25 de abril de 1974, a iniciativa Rebobinar, em parceria com o Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra, decidiu organizar visitas guiadas pela cidade que contem a história do processo revolucionário.

Pierre Marie, um dos guias da caminhada, conta que a iniciativa tem por objetivo contar o impacto do fim da ditadura na cidade de Coimbra.

Na impossibilidade de conseguir passar por tudo o que a cidade tem para dizer em relação aos anos que antecederam a data, Pierre Marie explica que decidiram manter o foco no período entre 1974 e 1976.

Passando pela antiga sede da União Nacional, depois ocupada pela UDP, pelos vestígios do mural político ainda visível na Escola Jaime Cortesão ou por uma Coimbra operária já “esquecida”, Eduardo Albuquerque, outros dos responsáveis pela visita guiada, descreveu o percurso programado.

Para além daquilo que é conhecimento geral dos cidadãos conimbricenses, Pierre Marie garante que a visita vai estar recheada de surpresas. Entre elas, a presença de várias pessoas que viveram o período revolucionário em Coimbra e que devem contribuir com a sua memória.

De modo a tornar a vivência mais interativa, Eduardo Albuquerque afirma que os vários pontos do percurso vão estar devidamente enquadrados por fotografias, sons e vídeos.

Questionado sobre se a iniciativa tinha um caráter político, o responsável respondeu que, dado o caráter apartidário da Rebobinar, não era capaz de o definir dessa forma.

As visitas guiadas ocorrem entre os próximos dias 24 de abril e 1 de maio com uma duração de 2h30. A insrição, obrigatória para a participação no evento, é gratuita e deve ser feita a partir do e-mail [email protected]

PARTILHAR: