17.02.2021POR António Calheiros

NEF/AAC: “Este ano existe maior preparação [para o ensino à distância]”

O Núcleo de Estudantes de Farmácia da Associação Académica de Coimbra (NEF/AAC), na voz da vice-presidente Maria Aquino, partilha a sua perspectiva sobre as implicações do novo confinamento.

 

As últimas semanas foram algo conturbadas com as medidas de reforço de confinamento tomadas pelo governo, que levaram a alterações no calendário e na forma de avaliação da época de recurso do 1º semestre, bem como a transição das aulas do 2º semestre para o regime à distância. O Núcleo de Estudantes de Farmácia da Associação Académica de Coimbra (NEF/AAC), na voz da vice-presidente Maria Aquino, partilha a sua perspectiva.

Maria Aquino considera que a decisão da Universidade de Coimbra (UC) foi a mais correta, a que minimiza os danos aos estudantes.

A vice-presidente do NEF/AAC diz que os estudantes se sentem stressados com toda a situação e que não a surpreendem os números do estudo divulgado pela Direção Geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC) sobre o impacto do confinamento na Academia de Coimbra.

Maria Aquino deixa uma palavra de apreço à sua faculdade, que tem feito todos os esforços para se adaptar às dificuldades, “um esforço que todos temos que fazer”.

António Calheiros

PARTILHAR: