15.02.2021POR Isabel Simões

REITOR DA UC LAMENTA QUE PRR NÃO TENHA “UMA PALAVRA” SOBRE AS UNIVERSIDADES

Reitor da Universidade de Coimbra (UC), Amílcar Falcão considera “injusto” que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) entregue pelo primeiro-ministro António Costa à União Europeia (UE) em outubro de 2020, não tenha uma palavra sobre as Universidades.

O lamento do reitor da UC foi proferido no encerramento do debate “Desafios da Presidência Portuguesa da União Europeia”, que teve lugar esta tarde com a presença da Comissária da União Europeia, Elisa Ferreira e a Eurodeputada, Maria Manuel Leitão Marques.

 

De acordo com o reitor da UC, apesar do empenho das Universidades e Politécnicos no apoio à crise pandémica e também dos alertas do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas para a falha, o documento apresentado em Bruxelas, e que iniciou hoje a discussão pública, ignora o papel das universidades no desenvolvimento do país. De acordo com o reitor só foi possível a ciência responder de forma célere à pandemia de COVID-19 porque houve anos de investimento em investigação e desenvolvimento antes.

A conferência, “Desafios da Presidência Portuguesa da União Europeia”, integrada no ciclo “Conversas na Casa da Lusofonia”, teve a intervenção de abertura a cargo do vice-Reitor da UC para as Relações Externas e Alumni, João Nuno Calvão da Silva, e foi moderada pelo jornalista e presidente do Conselho de Administração da Agência Lusa, Nicolau Santos.

PARTILHAR: